CURAE ajuda a construir escritórios que são jardins

Empresa que apareceu na pandemia, a CURAE – People, Plants and Pets tem vindo a apoiar duplamente o desenvolvimento de projetos de construção de jardins de interior que integram plantas no ecossistema que envolve os colaboradores. Seja nos novos e reinventados escritórios, seja nos espaços de trabalho em casa, onde o teletrabalho vive. 

Sofia Eiras Antunes, founder e brand manager da empresa, assinala: «A employee experience é hoje um dos fatores que mais impacta quer a atração, quer a retenção da nossa equipa. Nesta dimensão, os espaços de trabalho têm vindo a ser reinventados para acompanhar de forma positiva a sensação de bem-estar que todos procuram e que incentiva a melhor produtividade e conexão com o propósito de cada um e da organização como um todo.»

A responsável prossegue, referindo que «a frieza dos espaços herméticos, que padronizam e negam a diferenciação, que não vivem os valores ou não respeitam cada um como ser especial, que não incorporam de forma interessante o desenvolvimento de positivos estímulos cognitivos e sensoriais, tem os dias contados», para logo acrescentar: «Cuidar de plantas traz vários benefícios para a nossa saúde mental e física, pois quando cuidamos, o cuidado é-nos todo devolvido na forma como desenvolvemos sensibilidade, capacidade de observar, e isso transforma toda a nossa energia e ambiente para melhor. Por sua vez, as plantas também nos ajudam ao adequado balancing na nossa vida, diversos estudos provam que quando estamos na presença da natureza, seja no trabalho ou em casa, a nossa produtividade e a qualidade de vida melhoram. A sensação de bem-estar aumenta perante a presença de plantas. Elas são um ótimo estímulo ao equilíbrio dos níveis de stresse no nosso dia-a-dia.»

Situada no número 10 da Travessa da Tapada, em Alcântara (Lisboa), e com loja on-line aqui, a CURAE pretende «realçar a harmonia perfeita entre os tês P’s» (People, Plants, Pets), de forma a «renovarem-se uns aos outros, por base de uma experiência de cuidado», explica Sofia Eiras Antunes, que acredita que «cuidar uns dos outros é essencial para mantermos regularmente o nosso equilíbrio interior».

.

Agendas mais verdes

A CURAE convida para agendas mais verdes, para que se criem rotinas diárias junto a jardins criados no espaço de trabalho, que respiram natureza. Para a Sofia Eiras Antunes, essas novas práticas podem, entre aspas, dançar com outras da nossa agenda de trabalho, como pequenos breaks de reflexão junto ao verde, momentos de brainstorming atraindo à mente ideias novas, o café da manhã, um tempo para meditação, uma conversa poderosa com um colega, com a minha liderança, entre outras». Esta sensação de bem-estar «convida o nosso cérebro a produzir boas químicas», diz. 

Salientando que existem estudos científicos que sublinham que a jardinagem não beneficia somente as plantas, mas também quem as cultiva, a responsável da CURAE assinala que «a sensação de ser responsável pelo nascimento e pelo crescimento de uma planta é muito gratificante, eleva a autoestima, o equilíbrio emocional e aumenta substancialmente o bom humor», destacando que «trabalhar num ambiente bonito gera inspiração».

Mais: «Este tipo de jardim é um pedaço da natureza dentro na nossa casa, ou nos nossos escritórios. As plantas são muito mais do que plantas, elas são um novo mundo. Elas trazem um ar mais puro, mais beleza aos espaços de trabalho e um toque único de vida na decoração. Ter um jardim interior é como ter um santuário da natureza que nos envolve, enquanto trabalhamos.»

A responsável diz ainda que na CURAE acredita-se que «através do cuidado das plantas, consegue-se treinar e ensinar a observar-se a si próprio, a cuidar de nós, dos nossos colaboradores e do modo como se sentem», algo que «é essencial para mantermos em equilíbrio a sua tão importante e integrada saúde física e mental» e que «também será sempre percebida como uma mais-valia na nossa proposta de valor».

O convite de Sofia Eiras Antunes é para que se experimente. «Quanto mais plantas nos rodearem, mais luminosa e atrativa será a nossa vida e a nossa organização, num tempo em que somos convidados a nos reinventar todos os dias», assinala ainda.