Escola 42 cumpre dois anos em Lisboa e tem mais de 700 alunos em Portugal

Quatro kick-offs, 425 alunos, 33 mil candidatos registados, 10 piscines em Lisboa e três no Porto, que abriu portas em junho. São estes os grandes números da 42 em Portugal, que assinala dois anos em Lisboa junto dos seus mecenas, alunos, amigos e demais parceiros. Reconhecida como uma das melhores escolas de programação do mundo (tem hoje mais de 15 mil alunos em 26 países), a 42 prossegue assim a sua expansão e consolidação em Portugal.

«Assinalar dois anos da 42 Lisboa nas atuais circunstâncias e no dia em que damos início ao quarto kick-off em Lisboa (em novembro arranca o primeiro curso no Porto) é de uma importância reveladora para aquilo que fazemos e para aquilo que oferecemos. Demonstra, por um lado, a enorme procura que existe por profissionais ligados à programação e à tecnologia, e, por outro, que a 42 é uma entidade que assegura uma resposta efetiva a essas mesmas necessidades, de uma forma rápida e com as competências e o capital humano que o atual mercado de trabalho exige. Partilho uma palavra de orgulho com os nossos alunos e um agradecimento profundo aos nossos mecenas, que são parte fundamental neste trabalho que está ainda no seu início», destaca Pedro Santa Clara, diretor da 42 em Portugal.

O programa da 42 é 100% gratuito (as propinas são totalmente pagas por mecenas) e não exige background académico ou experiência em programação. O que se deseja é que os candidatos sejam proactivos, curiosos, criativos, dedicados e gostem de trabalhar em equipa. E que tenham pelo menos 18 anos ou o 1décimo segundo ano concluído. As candidaturas estão abertas 365 dias por ano em Lisboa (ver aqui) e no Porto (ver aqui).

As próximas piscines vão acontecer nas seguintes datas: 23 de janeiro a 17 de fevereiro e 27 de fevereiro a 24 de março (Lisboa). 30 de janeiro a 24 de fevereiro e 6 a 31 de março (Porto). 

Para aceder aos cursos é necessário passar dois testes on-line e completar um bootcamp de 26 dias intensivos nas instalações da 42, em que os candidatos aprendem as bases de programação e descobrem se esta é a escola ideal para eles.

O curso demora entre 12 e 18 meses a concluir para quem dedica cerca de 40 horas por semana. Para completar o curso, os alunos terão ainda de ter uma experiência profissional na área. Com um conhecimento mais profundo do mercado de trabalho, os alunos poderão posteriormente regressar à 42 para complementar o curso com uma especialização à sua escolha, entre cyber security, web development, data analytics, entre muitas outras.

A 42 oferece um método inovador e gamificado, que promove a aprendizagem sem salas de aula, sem horários e sem professores. Nesta escola aprende-se de forma prática, desenvolvendo projetos entre pares, num modelo que parece um jogo. Assim, para além das competências técnicas, cada aluno desenvolve a capacidade de comunicação, trabalho em equipa e resolução de problemas, assim como criatividade, autonomia e resiliência.

A idade média dos alunos da 42 em Portugal é de 27 anos, com idades compreendidas entre os 17 e os 57. São 25 as nacionalidades dos alunos, tais como os perfis são muito diferentes, mas têm em comum o facto de verem na programação uma oportunidade para as suas carreiras. Jovens que terminaram o ensino secundário, alunos universitários, profissionais das mais variadas áreas: personal trainers, motoristas, chefs, canalizadores, pilotos, militares, médicos, engenheiros, bartenders, polícias, profissionais de limpeza, advogados, músicos, farmacêuticos, entre muitos outros.

Em Lisboa, a 42 tem o apoio dos parceiros fundadores Banco Santander, Vanguard Properties, Fidelidade e Reformosa, bem como da Bi4all, Mercedes-benz.io, Observador, Dstgroup, BA glass, Casa Relvas, NTTData, Huawei, KPMG, Axians, Sul Account, The Claude and Sofia Marion Foundation, Família Alves Ribeiro, Rita e Filipe Botton e Fundação José Neves.

Já no Porto, conta como parceiros fundadores com a Critical Techworks e a SaltPay, e tem ainda o apoio de Amorim, BA Glass, Ecosteel, Sodecia, Sogrape, Sonae, Prozis, Vicaima, João Nuno Macedo Silva e Câmara Municipal do Porto.

O apoio dos mecenas revela uma aposta de empresas e individuais num modelo de educação mais inclusivo e mais tecnológico.

.

Como funciona?

O curso da 42 é partilhado nas mais de 40 escolas em todo o mundo. Demora entre 12 e 18 meses a concluir, caso o aluno dedique cerca de 40 horas semanais ao programa. Depois disso, mergulha na sua primeira experiência profissional.

Posteriormente, os alunos podem começar a sua especialização, altura em que decidem quais as áreas que mais lhes interessam e que querem explorar. Mais uma vez, e para que depois recebam um certificado de especialização, terão de fazer uma experiência profissional em que coloquem em prática toda a aprendizagem.

A metodologia de aprendizagem assenta numa experiência project-based e peer learning, que é muito enriquecida pela experiência presencial dos alunos no campus.

Complementado com as experiências profissionais exigidas no final de cada etapa, o curso e a especialização da 42 preparam os alunos de uma forma prática, promovendo o desenvolvimento das competências do futuro.

Todos os parceiros da 42 têm acesso a uma plataforma onde podem divulgar ofertas de emprego para os alunos de toda a rede 42, e não apenas para os do campus da sua cidade ou do seu país.