Paula Carneiro
«Vemos o employer branding como estratégia enquanto empregador de referência.»

A diretora de recursos humanos da EDP – Energias de Portugal comenta a presença da empresa no ranking «Randstad Employer Brand Award», da Randstad. Na opinião de Paula Carneiro, a distinção «representa o resultado da estratégia, do empenho e do compromisso assumido pelas diferentes equipas que diretamente contribuíram para que seja considerada como uma das empresas de referência para trabalhar em Portugal».

Por Francisca Rodrigues

 

Como vê a distinção da EDP no «Randstad Employer Brand Award»?

A segunda edição portuguesa do «Randstad Employer Branding Award» voltou a posicionar a EDP no top 20 das empresas mais atrativas para trabalhar em Portugal. Além da distinção obtida num universo dos 150 maiores empregadores, o Grupo EDP recebeu ainda um prémio de reconhecimento enquanto empresa ambiental e socialmente responsável. ​​Para a EDP, este prémio é recebido com muita satisfação e representa o resultado da nossa estratégia e do empenho e do compromisso assumido pelas diferentes equipas que diretamente contribuíram para que seja considerada como uma das empresas de referência para trabalhar em Portugal.

Que práticas de recursos humanos destaca na empresa, sobretudo em termos de retenção e atração do talento?

A estratégia de recursos humanos do Grupo EDP pretende promover o desenvolvimento e o reconhecimento dos colaboradores e o seu alinhamento com os valores corporativos e com a sustentabilidade para o negócio. A sua implementação veicula-se através da cultura, das lideranças e de todos os colaboradores do grupo.

Em termos de agenda estratégica de recursos humanos para a atração de talento, queremos recrutar as melhores pessoas para as várias oportunidades que existem na EDP. Para isso, somos proactivos na divulgação direcionada para determinados perfis-alvo e no desenvolvimento de iniciativas que nos permitem identificar os melhores candidatos, marcando uma presença cada vez mais relevante nos canais digitais.

A aposta e o investimento da EDP em iniciativas de engagement e de desenvolvimento dos colaboradores são fatores que decisivos para a retenção de talento.

O desenvolvimento dos colaboradores é entendido como um ciclo integrado, que se inicia no primeiro dia de trabalho na empresa e se promove ao longo do tempo, alavancado por um modelo de avaliação transparente e construtivo. Neste âmbito, destaca-se o programa de acolhimento, as iniciativas de formação e capacitação, a gestão do conhecimento, a mobilidade interna e o modelo de análise de competências.

Como definem a vossa estratégia de employer branding?

Vemos o employer branding no Grupo EDP como uma estratégia de posicionamento da nossa identidade enquanto empregador de referência nos diferentes mercados onde atuamos.

Acreditamos que o nosso caminho de sucesso está na experiência dos colaboradores no decorrer do seu percurso na empresa. Promovemos o desenvolvimento e o reconhecimento das pessoas, promovendo a criação de valor sustentado para o negócio.

Esta estratégia inicia-se com o compromisso interno de compreensão da marca enquanto empregador, potenciando a capacidade de atrair os candidatos certos e reforçar o engagement dos atuais colaboradores.

O que espera dos próximos anos em termos de oportunidades de trabalho na EDP?

O crescimento do grupo e a evolução do negócio, num sector cada vez mais desafiante, têm levado a um reforço do nosso posicionamento enquanto empregador global de referência, com uma forte aposta na captação de perfis diferenciados e com potencial, capazes de acrescentar valor, contribuindo assim para o rejuvenescimento e diversidade da EDP.

Em 2016 entraram mais de 700 colaboradores no Grupo EDP em todo o mundo, e prevê-se que nos próximos anos o número de recrutamentos se mantenha, tendo em conta que cerca de 40% das pessoas que trabalham atualmente na empresa sairão da companhia nos próximos 10 anos por reforma.

Como olham para os millennials Na EDP?

Procuramos que os nossos drivers de employer branding e atratividade estejam alinhados e respondam às expectativas da geração millennial.

Sabemos que é uma geração que quer trabalhar com propósito (por exemplo, na área das energias renováveis, que representa a alavanca de crescimento da empresa), em projetos diversificados e desafiantes, com uma cultura de mentoring e feedback constante, com o desejo de realizar mobilidade internacional no início da carreira e que valoriza o work-life balance e um package de compensação e benefícios atrativo.

O que fazem para integrá-los?

Neste sentido, traçámos o nosso plano global de atratividade com o objetivo de posicionar a EDP como employer of first choice a nível global e de responder à renovação geracional em curso na empresa. Temos uma abordagem inovadora e proactiva, alinhada com a transformação digital nas práticas de recursos humanos, fomentamos a diversidade de candidatos (em termos de género, nacionalidades ou background académico, entre outros), promovemos a mobilidade interna (nacional e internacional) como instrumento de desenvolvimento das nossas pessoas e dinamizamos uma série de programas de desenvolvimento, coaching e mentoring para os nossos colaboradores.

Para estas novas gerações, desenvolvemos o «EDP Trainee Program», com o objetivo de atrair e recrutar talento jovem de elevado potencial e que está em linha com as expectativas e os drivers de atratividade que referi: abordagem inovadora e digital, possibilidade de mobilidade internacional e contacto com projetos desafiantes e diversificados.

O que destaca na empresa em termos de diversidade?

Temos um programa de work-life balance – o «Programa Conciliar» –, que promove um conjunto de iniciativas focadas nesta geração. E sob o mote «somar diferenças, ganhar futuro», temos realizado um conjunto de medidas no âmbito da diversidade e da inclusão em dimensões específicas como o género, as gerações, as deficiências e as nacionalidades, que tornam certamente a empresa num local melhor e mais atrativo para trabalhar.

 

 

»»» Paula Carneiro é diretora de recursos humanos da EDP – Energias de Portugal.  Empresa do sector energético, verticalmente integrada, tem uma posição consolidada na Península Ibérica, ao nível de produção, distribuição e comercialização de eletricidade e também de gás. O Grupo EDP tem uma presença forte no panorama energético mundial, estando em países como Portugal, Espanha, França, Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Bélgica, Polónia, Roménia e Brasil. Conta com mais de 10 milhões de clientes e mais de 12 mil colaboradores em todo o mundo.

Centro de preferências de privacidade

Necessários

PHPSESSID, __gads, _ga, _gid, gdpr[allowed_cookies], gdpr[consent_types]

Anúncios

IDE

Analytics

Other