Pedro Branco
«Queremos ser verdadeiros parceiros de negócio dos clientes.»

O novo diretor comercial da Vantagem+ para o mercado nacional, Pedro Branco, assinala que a empresa «assenta hoje essencialmente numa ótica de academia de competências (formação, coaching, headhunting e consultoria de recursos humanos), em que querem ser verdadeiros parceiros de negócio dos clientes na aquisição de competências».

Texto: Redação «human»

 

Como é a abordagem atual da Vantagem+ ao mercado?

A Vantagem+ assenta hoje essencialmente numa ótica de academia de competências (formação, coaching, headhunting e consultoria de recursos humanos), em que queremos ser verdadeiros parceiros de negócio dos clientes na aquisição de competências. Um estudo recente refere que uma das questões que mais preocupa os chief executive officers (CEO) é garantir que conseguem ter disponíveis as competências necessárias para o êxito (em alguns casos, a sobrevivência) das suas organizações. Através da nossa abordagem, conseguimos responder, de uma forma global, a esta preocupação. Considerando que uma organização precisa de adquirir determinada competência, podemos satisfazer essa necessidade através de formação específica, à medida das necessidades do cliente. Se tal não for suficiente, como no caso das competências comportamentais e/ ou sociais, podemos complementar com um programa de coaching e/ ou ajudar a organização a estruturar um plano de mentoring. Se a necessidade for de tal modo urgente que não seja possível formar as pessoas, então teremos de trazer a competência «dentro» das pessoas, através de um processo rigoroso de headhunting (que foi a minha principal área de atuação nos últimos anos). Tudo isto poderá ter de ser complementado com assessments, e/ ou com a estruturação de processos e procedimentos de recursos humanos, que fornecemos através da nossa área de consultoria de recursos humanos.

Como integram a vossa vasta oferta formativa nesta abordagem?

A oferta formativa continua a ser a base do nosso trabalho, da nossa oferta. Como o objetivo é darmos a resposta mais abrangente possível, os mais de dois mil cursos que temos em catálogo são essenciais nesta premissa. Aliás, é importante referir que, apesar de termos a maior oferta formativa em Portugal, a maior parte dos cursos que ministramos é feita à medida das necessidades dos nossos clientes, assegurando a total satisfação das suas necessidades. Garantimos que ministramos qualquer formação, no local e nas datas que o cliente preferir, e que produzimos os conteúdos mais ajustados. Por exemplo, muitas vezes já condensámos duas formações numa só, porque era exatamente disso que o cliente precisava. E se o cliente procurar algo que não tenhamos em catálogo, construímos o que for necessário. Estamos também a preparar uma novidade: além da formação presencial, vamos ter também a maior oferta de ensino à distância – e não estamos apenas a falar de e-learning, mas de uma oferta no patamar do que de melhor e mais avançado se faz por esse mundo fora.

Faz algum contraponto entre a área da formação e as restantes áreas?

Nessas áreas queremos replicar o êxito do que temos vindo a desenvolver na formação, com uma equipa técnico-pedagógica interna muito experiente e uma bolsa com os melhores formadores – aqueles que nos garantem os melhores resultados. Os 25 anos de histórico de avaliações que temos carregados no nosso sistema permite-nos, em cada situação específica, escolher o formador que mais garantias nos dá para satisfazer as necessidades e superar as expectativas dos nossos clientes. Relativamente às demais áreas, replicamos o processo; temos uma equipa interna muito competente e experiente, e depois temos uma bolsa de consultores, coachs, researchers, etc, a quem recorremos sempre que necessário, optando pelos profissionais mais ajustados a cada situação. Na Vantagem+, acreditamos nesta solução, pois não só nos dá maior flexibilidade de atuação como maiores garantias de qualidade para os nossos clientes. Aliás, há estudos que apontam para que, a partir de 2027, a maior parte da população ativa seja composta por profissionais liberais.

Como integram no vosso projeto o facto de atuarem no espaço lusófono?

Na Vantagem+, olhamos para o espaço lusófono como uma extensão do próprio território português, pelo que tentamos manter o mesmo tipo de abordagem e posicionamento, focado na qualidade e na parceria, não obstante a necessária aproximação cultural a cada realidade. Posso dizer-lhe que temos a visão de virmos ser a melhor e a maior empresa de formação e consultoria de recursos humanos em Portugal e nos principais países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) – o que é paradigmático desta nossa vontade. Aliás, procuramos concertar esforços em busca das possíveis sinergias que nos permitam oferecer um serviço premium em cada mercado. Procuramos replicar em novos mercados o que temos feito com sucesso num determinado mercado – acautelando as particularidades socioculturais, económicas e políticas (ou outras) de cada mercado específico.

O facto de terem um site renovado é indiciador de uma mudança na imagem. Qual é a vossa estratégia a este nível?

Se queremos alcançar a nossa visão, teremos de garantir um posicionamento premium em todos os níveis e dimensões, incluindo um olhar para o futuro, para a modernidade e para a tecnologia; a nova imagem parte exatamente dessa premissa. A nossa nova página web não é apenas mais apelativa, como também garante uma melhor experiência do utilizador, sendo mais fácil de usar, mais intuitiva e visualmente mais agradável. O futuro está assente nas pessoas, nas novas tecnologias e no relacionamento entre ambos. Portanto, e mesmo pelo que já referi (a questão do ensino à distância), queremos estar na linha da frente e trazer o futuro para o presente o mais rapidamente possível.

A sua entrada na Vantagem+ representa para si que tipo de desafio?

Estou na Vantagem+ há exatamente um mês, e está a ser uma experiência muito intensa. Sinto que entrei num comboio em marcha, que conta comigo para andar mais rápido e para chegar mais longe – o que é muito gratificante. No equilíbrio entre o «operacional» e o «comercial» que existe em mim, sempre me inclinei naturalmente mais para o primeiro. Este novo desafio obriga-me a uma abordagem mais comercial, de gestão de pessoas (competentes e motivadas), o que me obriga a abandonar alguns comportamentos antigos e a reforçar outros menos enraizados – o que está a acontecer de forma muito natural e positiva. Este trabalho também está a ser muito facilitado pela excelente equipa comercial que tenho o privilégio de liderar, à qual aproveito para agradecer publicamente. Um outro grande desafio prende-se essencialmente com o desenvolvimento das áreas de consultoria de recursos humanos, de coaching e de headhunting, que, não sendo o negócio central da empresa, não têm (ainda) os níveis de notoriedade da nossa formação. Mas será apenas uma questão de tempo, pois temos o mais importante: a qualidade do serviço e a dedicação ao cliente. Um outro desafio é o geográfico, na medida em que em algumas regiões a nossa presença é pouco significativa. Pretendemos, portanto, avaliar a viabilidade e o interesse nessa penetração.

Gostava também de relembrar que temos um excelente Departamento de Seminários e Eventos, composto por pessoas muito competentes e que têm feito um trabalho fantástico. Particularizo apenas os grandes eventos, em que temos trazido a Portugal alguns dos grandes nomes da gestão de recursos humanos e da gestão – casos de Idalberto Chiavenato, Dave Ulrich ou Ram Charan. Este ano apresentamos Marshall Goldsmith, referência mundial da liderança e do coaching, que estará em Portugal nos dias 26 e 27 de novembro, na Casa da Música (Porto) e no Centro Cultural de Belém (Lisboa), respetivamente. Será um evento muito focado na partilha de estratégias de liderança (para executivos, líderes e gestores), as quais potenciam o sucesso pessoal e organizacional. [Nota: mais informações sobre o evento de Marshall Goldsmith aqui.]

 

 

»»» Pedro Branco (na foto) é o novo diretor comercial da Vantagem+ para o mercado português. Nos últimos anos foi diretor executivo da NextMove, empresa especializada em recrutamento e seleção, e anteriormente já tinha exercido funções de apoio à administração e à gestão operacional de recursos humanos no sector da banca de investimento. Com 44 anos de idade e mais de duas décadas de experiência profissional, é mestre em «Gestão de Recursos Humanos», tento ainda concluído um «Executive Master em Human Resources Management» na Universidade Europeia.

Centro de preferências de privacidade

Necessários

PHPSESSID, __gads, _ga, _gid, gdpr[allowed_cookies], gdpr[consent_types]

Anúncios

IDE

Analytics

Other